Ontem, a Billboard divulgou uma matéria onde enaltece o single injustiçado por Rihanna na era ANTI, o hino Love On The Brain.

A revista contou um os motivos por qual o single de tornou a maior música POP em 2016.

Confira um trecho traduzido do artigo:

Em 22 de maio de 2016, no Billboard Music Awards, Rihanna posou em um terno do Thierry Mugler estilo anos 80, cativando a audiência com seu jeito descolado enquanto cantava seu single, o epicentro do seu álbum mais recente “Anti”.

Apesar do seu look cativante, foi a voz tentadora de Rihanna que roubou o show – indiscutivelmente, sua melhor exibição de talento vocal na TV ao vivo, enquanto a cantora vibrou pela balada e as emoções exigentes.

[…] Em grande parte devido ao inegável desempenho da apresentação, “Love on the Brain” subiu para #83 na edição de 11 de junho de 2016 do Billboard Hot 100, marcando a 55ª entrada da cantora longa infiltração de música pop e cultura pop. […]

Embora a música caísse da tabela na semana seguinte – graças ao foco continuado em, “Needed Me”, “Love on the Brain“, permaneceu nos pensamentos do público.

Mais tarde, em junho, a música alcançaria topo do chart da Billboard Top TV Songs para o mês de maio, ajudado pela dramática sequência de quatro minutos do final da temporada 12° de Grey’s Anatomy, onde “Love on the Brain” tocava no fundo.

Para a Billboard, a razão do sucesso de “Love On The Brain” foi pelo single unir todas as barreiras demográficas de idade e gênero, contemplando sua pegada retro e a qualidade vocal da Rihanna.